A força do turismo

Numa altura em que as nuvens se adensam nos céus da Europa, importa visitar os sectores que sustentam a economia portuguesa.

Nesta edição reflectimos sobre o turismo – actividade dinâmica cuja importância no contexto da economia nacional é particularmente relevante.

Com efeito, o turismo representa mais de 15% do total das exportações portuguesas e mais de 8% do emprego. São números que, por si só, atestam a sua força.

Segundo um dos maiores empresários nacionais do sector (página 70), estes tempos trazem-nos “boas notícias” para o turismo.

Deixando de lado algumas das causas (conjunturais?) dessas “boas notícias” – como a turbulência que se vive em alguns dos destinos concorrentes de Portugal – é preciso enfrentar/resolver problemas que vêm impedindo um maior crescimento e, sobretudo, uma maior sustentabilidade do sector. Por exemplo, as dificuldades de diversificar os nossos produtos, de explorar as potencialidades do turismo cultural, religioso, ambiental, marítimo, da saúde, etc.

Decididamente, o pior que poderia acontecer, face aos bons resultados que realmente se observam no sector do turismo, seria a contemplação entorpecente.

CAD115_capa

CAD115_indice

CAD115_editorial

Anúncios