O terceiro sector

A atravessar razoável pujança, a economia social merece o “estatuto” de terceiro sector.

Mas, tal como os outros sectores (privado e público), também a economia social enfrenta problemas de grande envergadura. Desde logo, os que se prendem com a liderança e gestão dos recursos humanos. Como escreve nesta edição a especialista Paula Guimarães, “a economia social precisa hoje de líderes com visão, inovadores, disponíveis para avaliar o seu próprio desempenho e com a generosidade de entenderem os seus mandatos de forma transitória, garantindo a sua renovação e chamando as novas gerações para o desempenho de funções directivas”.

Uma boa questão esta, a das lideranças na economia social, à qual também se refere Paula Nanita, outra especialista do assunto.

Neste número dos Cadernos de Economia, cujo tema central é precisamente o estado do terceiro sector, são analisadas as questões principais da economia social – desde a importância do cooperativismo na salvaguarda da coesão social e territorial aos contributos para a criação de emprego e para a inovação, passando pelos referidos aspectos das lideranças. Os desafios jurídicos que se colocam ao terceiro sector e a criação de redes e parcerias são temas igualmente em análise.

CAD116_capa

CAD116_indice

CAD116_editorial

Anúncios