Quem somos

Criado em Outubro de 1987, o Projecto Cadernos de Economia engloba a revista Cadernos de Economia e o Anuário da Economia Portuguesa (O Economista).

As publicações em causa, editadas pela Polimeios, abrangem o universo da Ordem dos Economistas, tendo surgido quando, em 1987, foi preciso dinamizar a Associação Portuguesa de Economistas (APEC) – a associação que está na génese da Ordem.

As revistas Cadernos de Economia e Anuário da Economia Portuguesa inserem artigos/análises dos maiores especialistas portugueses em termos de economia, desenvolvimento, assuntos sociais e gestão.

As questões económicas nacionais e internacionais, bem como os problemas sectoriais e a interpretação dos fenómenos conjunturais, estão obrigatoriamente em todas as edições – quer sejam ou não temáticas.

Tendo como Director Rui Leão Martinho, Bastonário da Ordem dos Economistas, e como Coordenador-Geral António Ramos Gomes, as revistas integram no seu Conselho Editorial personalidades/especialistas de diferentes quadrantes, com a mais sólida formação académica, científica e técnica. Eis os seus nomes:

António Pinheiro António Pinho Cardão
Bento Murteira Carlos Tavares
Daniel Bessa Eduardo Catroga
Francisco Murteira Nabo Guilherme Vaz
João Costa Pinto João Salgueiro
João da Silva Ferreira José de Almeida Serra
José Félix Ribeiro Manuela Morgado
Mário Adegas Mário Baptista
Mário Cristina de Sousa Miguel Cadilhe
Nicolau Santos Teodora Cardoso

Cobrindo, como acima se diz, o universo da Ordem dos Economistas, as nossas publicações transcendem essa função, sendo de salientar a forte ligação às universidades, bem como a penetração em todos os meios económicos e sociais do País. Decididamente, os Cadernos de Economia e o Anuário da Economia Portuguesa são revistas económicas de referência, de âmbito nacional.